FLISOL 2015

Neste final de semana aconteceu o FLISOL em várias cidades da América Latina, e eu estive presente no evento organizado pelo grupo Colméia na cidade de Joinville.

Gostei bastante do evento deste ano, as palestras foram bem interessantes, começando com uma sobre Openstack, Fedora Next, programação funcional com Haskell, licenças de software livre e Fedora QA (processo de qualidade). Também foi oferecido dois minicursos, shell script e arduino, porém não participei de nenhum.

Eu destaco a palestra sobre licenças, que falou sobre as liberdades, porém de uma forma muito mais prática. Além de incentivar o uso das licenças da família GPL, mostrou particularidades de cada uma. Então mesmo que você já soubesse a diferença entre software livre, open source e software proprietário, valeria a pena para entender como licenciar seu código e qual a melhor variação a ser utilizada.

Outra que gostei bastante foi a de programação funcional. Apesar de eu já ter ouvido falar sobre, nunca cheguei a estudar muito a fundo ou utilizar realmente em algum projeto, a meu ver caberia mais uma palestra mostrando o uso prático, com código, ou até um minicurso que com certeza eu faria-o.

Para quem pode ir até o local foi oferecido o steam das palestras, porém não achei essa informação no site e também não sei se ficou gravado em algum lugar. Então marco um ponto negativo a esta divulgação.

Agora é esperar até ano que vem. Quem quiser mais informações sobre o evento pode entrar no site oficial (http://flisol.info/), que apesar de estar em espanhol, tudo o que é referente ao Brasil está em português. Também recomendo o episódio da volta do Opencast que foi uma entrevista com o coordenador nacional do evento neste ano.

Anúncios

2 comentários sobre “FLISOL 2015

    • Foi sorte mesmo, ano passada não tinha gostado muito das palestras, que apesar de terem assuntos interessantes não terem sido tão ruins, eram muito básicas e não consegui aproveitar tanto. Deste ano o que valeu mesmo foi a sobre licenças, esclarecendo alguns pontos, a sobre programação funcional foi mais pelo fator motivacional, já que eu tinha alguma noção do paradigma.

      Curtir

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s