Verificador de estilo de código no VIM

Exemplo pep8

Como mencionado no texto anterior sobre o VIM, existem algumas ferramentas para análise de sintaxe e estilo de código. A principal vantagem dessas ferramentas é a possibilidade de validar o código independente da IDE, uma vez que nem todos gostam e se acostuma com as mesmas ferramentas, o maior exemplo é a “flame war” VIM e Emacs, mesmo assim é possível ter um nível de padrão no código.

As ferramentas e alertas variam conforme a linguagem desejada, porém basta uma pesquisa para encontrá-las. Para Python temos o pep8 e o Pylint, o primeiro faz a verificação segundo as regras da PEP8, o segundo vai além e mostrar variáveis que não são utilizadas, algumas boas práticas, erro nos imports e assim por diante.

Para JavaScript temos o JSLint e o JSHint, ambos efetuam a mesma tarefa, porém possuem diferenças de configuração e o estilo do código correto também será levemente diferente, basta ver o que melhor se adapta a situação.

Integrar esses verificadores no VIM exige que primeiro tenhamos eles instalados e funcionando corretamente no sistema. O pep8 instalei via pip (pip install pep8), caso o faça dentro de um virtualenv não se esqueça que o executável deve estar no PATH para que seja encontrado. O JSLint foi instalado com o Node.js. Para utilizá-los basta chamar o executável, pep8 ou jslint, e o nome do arquivo, agora é possível configurar dentro do VIM.

Como já mencionado no texto anterior, simplesmente configurei o validador como se fosse o compilador, o que pode ser feito com o parâmetro “makeprg”, porém para que os erros aparecem integrados ao VIM é necessário informar como ele deve interpretar a saída dos programas com o parâmetro “errorformat” (digite :help errorformat dentro do vim para mais informações).

Minha configuração ficou:

autocmd Filetype python set makeprg=pep8\ %
autocmd Filetype python set errorformat=%f:%l:%c:\ %t%n\ %m
autocmd Filetype javascript set makeprg=jslint\ %
autocmd Filetype javascript set errorformat=%-P%f,
                                           \%E%>\ #%n\ %m,%Z%.%#Line\ %l\\,\ Pos\ %c,
                                           \%-G%f\ is\ OK.,%-Q

Para validar o código basta salvar o código, e executar :make. Porém se você quiser pode criar um atalho para essa tarefa, no meu caso coloquei no F4:

map <F4> :w<CR>:cw<CR>

Lembrando que esses comandos devem ficar dentro do .vimrc no seu home.

Anúncios